1ª Etapa do Campeonato Brasileiro e Open Internacional de Parapente - Valadares Open 2015


Parceiros

               
           
           


Inscrição

As inscrições para a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Asa Delta estão sendo realizadas desde o dia 02 de fevereiro pela ABVL, dentro da área de cadastro de cada piloto. Alternativamente você pode ter acesso através do link: www.abvl.com.br/login/comps, inserindo seu CPF e senha.
A inscrição para pilotos estrangeiros pode ser feita pelo site: www.abvl.com.br/foreigners

VALORES:
- Até 03 de Março: R$ 380,00
- Até 27 de Março: R$ 450,00
- No dia da Abertura: R$ 500,00

EXIGÊNCIAS PARA INSCRIÇÃO:
- Ser piloto Nível 3 ou superior;
- Estar em dia com a anuidade associativa da ABVL.

LISTA DE INSCRITOS E STATUS:
www.abvl.com.br/campeonatos, acessando a respectiva competição.

CERIMÔNIA DE ABERTURA E FORMALIZAÇÃO DAS INSCRIÇÕES:
A cerimônia de abertura e formalização das inscrições (assinatura termo de responsabilidade, cessão de uso de imagem, upload GPS, recebimento kit pilotos) serão realizadas no sábado, dia 28 de março, a partir das 19h, no terraço da Galeria Monhangara, que fica na Av. Brasil – Centro, em cima do Teatro Atiaia.

Qualquer dúvida favor entrar em contato através do email: contato@abvl.com.br

Como Chegar


Exibir mapa ampliado

QG:
Realminas Hotel e Restaurante (www.realminas.com.br)

Praça Serra Lima, 607 – Fone: +55 33 3271-6751


Lá os pilotos e imprensa encontrarão todas as informações relativas à competição, tais como: programação, horários, resultados, previsões meteorológicas etc.
A confirmação das inscrições, assinatura de termo de responsabilidade, recebimento do kit de pilotos (camisas, mapa, crachá, numeral de vela, adesivos de capacete, brindes, etc) e upload Waypoints GPS, será realizado das 16:30h as 20:30h do sábado, 28 de fevereiro, no QG do evento, no 2º andar do Hotel Real Minas.

Hospedagem

HOTEL REALMINAS +55 33 3271-6751
PANORAMA CENTER HOTEL +55 33 3271-7840
HOTEL EVEREST +55 33 3202-8050
GV CENTER HOTEL +55 33 2101-8440
HOTEL SÃO SALVADOR +55 33 3279-4200
HOTEL DA ILHA +55 33 3275-2071
HOTEL SERRA LIMA +55 33 3272-2003
HOTEL GPH +55 33 3271-7475
BENVENUTO PALACE HOTEL +55 33 3278-3755
POUSADA JEITO DE MINAS +55 33 3276-7797
HOTEL IBITURUNA +55 33 3202-9999


Mapas / GPS


Faça o download dos arquivos clicando aqui ou acesse: http://zrsistemas.com.br/inscricoes/gv2015/waypoints/.


Regulamento

O regulamento do Campeonato Brasileiro de Asa Delta 2015 pode ser conferido no endereço: www.abvl.net/wp-content/uploads/2015/02/Regulamento_Brasileiro_de_Asa__Delta_RevE_FEVEREIRO20151.pdf
É importante que todo piloto inscrito leia, na integra, o regulamento, atenção especial a pontos como:

Categorias na Competição
Sancionado como evento FAI 2, o Campeonato Brasileiro de Asa Delta será disputado em duas categorias: Elite e Sport.

Equipamento
É obrigatório o uso, por parte de todos os pilotos e em todas as provas, de capacete (com registro do nome e tipo sanguíneo do piloto), paraquedas de emergência , um sistema de hang-loop duplo e rádio transmissor (VHF 2m) para o apoio de resgate ou para auxílio em caso de acidente. As asas poderão ser substituídas durante a competição, desde que comunicado ao Diretor de Prova.
Spot ou equipamento similar de rastreamento via satélite
A utilização do SPOT ou equipamento similar de localização e resgate via satélite é recomendada.
Os pilotos devem “configurar” seu equipamento para enviar mensagem, report de pouso “OK” para o email diocleciofilho@hotmail.com e para o fone +55 81 81256292.
O link de rastreamento do Spot também deve ser enviado para o email acima. A organização esta preparando uma página exclusiva onde o publico poderá acompanhar os pilotos com rastreadores presentes a competição.

Briefing de Segurança
No primeiro dia de prova, domingo 29 de Março, será realizado as 10:30h, na área da decolagem, um briefing de segurança, sobre as particularidades do local, apresentação da estrutura (logística e segurança (Bombeiros, SAMU, ambulâncias, Polícia, etc)) e staff da competição, condições climáticas previstas, regulamento (dúvidas e aplicações) etc.

Decolagem
É obrigatório o uso do adesivo de identificação da competição no capacete e/ou asa delta para ter acesso à área de decolagem.
Cada piloto só poderá fazer apenas uma decolagem por dia.
Se necessário os organizadores da competição poderão utilizar o método de prioridade de decolagens, de acordo com o último ranking válido. A partir do segundo dia de prova, a ordem se dará pelo ranking da competição.
Os pilotos deverão respeitar o corredor de decolagem. O Diretor de Prova tem autoridade para desclassificar e/ou penalizar em pontos o piloto que insistir em permanecer no corredor de decolagem.
Só é permitida a decolagens das rampas previamente aprovadas e sinalizadas pela organização, que tenham características adequadas de segurança. Pilotos que decidirem decolar em rampas improvisadas que não as oficialmente aprovadas, serão desclassificados da prova.

Provas
A Comissão Técnica (03 a 05 membros eleitos pelos pilotos quando da formalização das inscrições) reunir-se-á diariamente para a escolha da prova do dia. A Comissão Técnica decide a prova do dia com o aval da Comissão de Segurança (03 membros escolhidos pela Organização). A Comissão Técnica não poderá escolher provas com distância inferior a 50 km.

Tempo mínimo de abertura da janela
Para uma prova ser válida é necessário que a janela fique aberta no mínimo por 30 minutos e que no mínimo 30% dos participantes tenham decolado.

Interrupção ou cancelamento da prova
O Diretor de Prova pode interromper ou cancelar uma prova após alguns ou todos os pilotos terem decolado, por falta de condições de segurança de voo.
A decisão deverá ser anunciada na freqüência de emergência. Em provas de “elapsed time” a prova será cancelada. Em provas de “race to goal”, se ao menos um piloto tiver chegado ao goal, ou pelo menos 1:00h de prova tiver sido voada após a abertura do start gate, a prova será interrompida e sua pontuação apurada verificando-se a posição do tracklog do competidor no momento da interrupção. À distância voada pelo piloto será considerada também em função da sua altitude no momento da interrupção da prova, calculando-se uma distância a ser adicionada à sua distância percorrida, calculada pela diferença de altitude do piloto em relação à altitude do goal da prova, multiplicada por 05 (cinco). Caso não seja possível acrescentar esta distância no programa GAP, a distância voada será a do instante da interrupção da prova.

Pontuação
A pontuação e o fator de validade da prova obedecerão ao critério do sistema GAP, conforme normas publicadas pela FAI, sendo os parâmetros:
- distancia nominal: alterado para cada prova e valerá 50% da distância da prova, limitado ao mínimo de 50km
- tempo do vencedor: 1,5 hora
- percentual de pilotos no goal: 30%
- distância mínima: 8 Km.

Report back de pouso Obrigatório
É obrigatório reportar em no máximo 30 (trinta) minutos após o pouso a posição do piloto pelo SPOT, SMS, Freqüência da Organização ou outros dispositivos informados previamente no briefing do dia.

Formato de Coordenadas e Frequências
As coordenadas da competição estarão no formato hddd.ddddd°, WGS84.
As frequências de rádio VHF 2m serão:
- Freqüência da Organização 145.720 MHz
- Freqüência de Emergência 145.690 MHz

Restrições de Espaço Aéreo
O sobrevoo da cidade de Governador Valadares, ao noroeste do pouso oficial da Feira da Paz, coordenada G02 S 18.8585780° / W 41.9415590° é proibido (área de aproximação de aviões).
Considera-se área restrita aquela constante em um raio de 3km (três), contados do centro da pista de rolamento do Aeroporto de Governador Valadares, coordenada R01 S 18.8969680° / W 41.9837170°. Somente serão considerados validos os voos que não invadirem esse espaço aéreo.


Penalidades
Pilotos que não observarem as regras de trafego aéreo (giro antes do start e na termal) poderão ser desclassificados da prova caso houver identificação pelo Diretor de Prova ou protesto apresentado por 2 testemunhas. Em caso de reincidência podem ser excluídos da competição.
O Diretor de Prova pode aplicar penalizações ou desclassificar pilotos por manobras perigosas em voo (acrobacias, rasantes), não condizentes com o evento ou por demonstrada inabilidade técnica.
O Diretor de Prova tem o poder de desclassificar pilotos e/ou aplicar penalizações em pontos se eles não seguirem as normas aqui estabelecidas ou mostrarem atitudes anti-desportivas contra outros pilotos, equipe técnica, assistentes, autoridades ou o público em geral

Descartes por etapa
Não haverá descartes por etapa.

Marcação de Voo
A marcação de voo ocorrerá diariamente, das 17h às 20h, no QG da competição, Hotel Real Minas, 2º andar.

Publicação dos resultados
Serão publicados diariamente, até as 21h, no site da ABVL (www.abvl.net) e no “quadro de resultados” no QG da Competição – Hotel Real Minas.

Reclamações e Protestos
Pilotos que julgarem terem sido prejudicados por outros pilotos, bem como pelo regulamento vigente, poderão apresentar seus protestos.
Os protestos serão aceitos antes do inicio da primeira prova, quando referente ao regulamento, e, quaisquer outros, no prazo máximo de 24 horas após a divulgação do resultado (no site da competição/ABVL e/ou QG), desde que efetuados por escrito, e acompanhados da taxa de protesto, valor de R$ 50,00 (cinqüenta reais). Esta taxa será devolvida em caso de deferimento.
O prazo para protestos na última prova é de 30 minutos após a divulgação dos resultados.
Os protestos deverão ser encaminhados ao Diretor de Prova, que deverá complementá-lo com sua opinião e serão julgados por Comissão composta por 03 (três) competidores, eleitos em votação pelos participantes da etapa, específica para o caso.
Não cabem quaisquer reclamações ou protestos por desconhecimento da prova ou falta de comprovação do vôo através do GPS.

Premiação da Etapa
A premiação para Etapa de Governador Valadares terá valor total de R$ 5mil reais, assim distribuída:

Categoria Elite:
1° colocado Elite – troféu + R$ 1.200,00
2° colocado Elite – troféu + R$ 800,00
3° colocado Elite – troféu + R$ 500,00
4° colocado Elite – troféu
5° colocado Elite – troféu
6° colocado Elite – medalha
7° colocado Elite – medalha
8° colocado Elite – medalha
9° colocado Elite – medalha
10° colocado Elite – medalha

Categoria Sport:
1° colocado Sport – troféu + R$ 1.200,00
2° colocado Sport – troféu + R$ 800,00
3° colocado Sport – troféu + R$ 500,00
4° colocado Sport – troféu
5° colocado Sport – troféu
6° colocado Sport – medalha
7° colocado Sport – medalha
8° colocado Sport – medalha
9° colocado Sport – medalha
10° colocado Sport – medalha

Nota: Pilotos classificados entre os 03 (três) primeiros na etapa que, sem justificativa ou motivo de força maior, não comparecerem à cerimônia de premiação terão seus pontos validados na etapa, mas perderão o direito à premiação em dinheiro e à pontuação das provas da referida etapa para o ranking brasileiro. Não serão aceitas procurações para a representação do piloto.
São justificativas: Motivos de saúde comprovados pelo piloto, ou de seus familiares, ascendentes, descendentes, irmãos ou cônjuge, ou impedimentos legais ou motivos de força maior conforme a lei.
Os representantes da Liga dos Competidores, modalidade asa-delta, será o Colegiado que deliberará sobre o assunto.
A premiação em dinheiro não recebida será revertida para um Fundo de Reserva da ABVL para a Equipe Brasileira no Mundial seguinte.

Pilotos de fora da competição e Birutas
Os pilotos não inscritos na competição são sempre bem vindos a Valadares. Porem, durante os dias de prova, os pilotos não inscritos só poderão decolar 30 minutos antes ou logo após o fechamento da janela da competição (algo como decolar até as 11:40h ou depois das 13:30h).
Os pilotos que desejem se inscrever como “birutas” devem procurar o Diretor de Prova (ver a baixo), no dia da competição, para apresentar sua Habilitação, assinar termo especifico e seguir as regras as quais estarão subordinados (decolar na hora determinada, voar na frequência da organização, não voar a rota da prova, etc). Serão inscritos apenas 10 (dez) pilotos “birutas” por dia.

Disposições gerais
Dúvidas ou assuntos não abordados no Regulamento serão analisados e julgados pelo Diretor Técnico da ABVL, respaldado pela Comissão Técnica da entidade, seguindo-se os regulamentos da FAI/CIVL, Sporting Code, section 7
Assuntos relacionados especificamente ao evento serão julgados pelo Diretor de Prova que, de acordo com a matéria, deverá ter o respaldo das Comissões Técnica e de Segurança.

Nota: Os organizadores do evento, bem como as pessoas sob seus comandos, eximem-se de quaisquer responsabilidades por imperícias e/ou acidentes que porventura venham a ocorrer com os pilotos ou provocados por eles a terceiros. Os pilotos assumem seus próprios riscos.

ORGANIZAÇÃO
A organização dessa primeira etapa esta a cargo da Associação de Voo Livre Ibituruna – AVLI (www.avli.com.br ou www.facebook.com/avligv), em parceria com a Prefeitura Municipal de Governador Valadares, sob supervisão da Associação Brasileira de Voo Livre – ABVL

Integram o Staff da Competição:
ORGANIZADOR GERAL – Abel Couto Brasil
SUPERVISÃO GERAL – Francisco Santos
DIRETOR DE PROVAS e COORDENADOR DE SEGURANÇA – Dioclécio Rosendo “Dió”
APURADOR – Zenilson Rocha
COORDENADOR DE DECOLAGEM – Bill Lock
SUPORTE DE GOL – Agnal Lopes “Chispito”
AUXILIAR DE SAÚDE – Mauricio Cassimiro
COORDENADOR DE MÍDIA e FOTOGRAFO – Ailton Catão


Dúvidas?

Tire suas dúvidas por meio de nossa página de contato ou:

ORGANIZADOR GERAL – Abel Couto Brasil
Telefone: +55 (33) 8850 0550
E-mail: revoar@yahoo.com

ASSESSOR DE IMPRENSA – Ailton Catão
Whatsapp: +55 (33) 8440 4970
E-mail: cataobr@gmail.com

DIRETOR DE PROVA – Dioclécio Rosendo
Whatsapp: +55 (85) 9622 8846
E-mail: diocleciofilho@hotmail.com

Mais notícias em:
http://facebook.com/avligv
http://gvskies.blogspot.com.br